quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Gravador para o microcontrolador PIC16F84A facil de montar com led indicativo

Gravador para o microcontrolador PIC16F84A
Aprender a lidar com microcontroladores é quase uma exigência para quem pretende investir em projetos de alta tecnologia, ou que atuem como se fossem inteligentes. Neste artigo propomos a montagem de um pequeno gravador para o PIC16F84A e que trabalha com o Ponyprog2000Wellington Rocha Domingos
Os microcontroladores da Microchip vem fazendo sucesso e em vários equipamentos digitais é possível encontrar seus chips. A Editora Saber desde o início da publicação das revistas Eletrônica Total e Mecatrônica Fácil, vem apresentando diversos projetos com esses componentes, a exemplo do artigo : Gravador ProPic 2, com a comunicação paralela. Por isso, este artigo traz a montagem do gravador de PIC PGB-1 com comunicação serial.O gravador de PIC PGB-1 foi criado para trabalhar com o Ponyprog2000, o mesmo software usado para o gravador de AVR publicado na revista Eletrônica Total edição nº 113. Para este gravador não será necessária a instalação do Userport pois a comunicação com o PC é através da porta serial, o gravador de PIC PGB-1 é uma ótima opção para os iniciantes em microcontroladores uma vez que ele é bem simples e fácil de montar. Já o PIC16F84A foi o escolhido para atuar nesse gravador pela facilidade de programar e ser encontrado no mercado.O CircuitoO circuito elétrico de nosso gravador é apresentado na figura 1. O leitor deve prestar atenção para a fonte de alimentação e observar que a alimentação de 9 V é somente para o LED2 e a de 5 V é apenas para o PIC, o LED2 foi empregado neste circuito para indicar quando o PIC é gravado e a sua visualização não é muito visível, observe que ele fica fracamente aceso com a conexão do PIC no soquete. Se o leitor resolver ignorar o LED2 basta apenas soldar um jumper no lugar dele e substituir o resistor de 1 K R2 por outro de 10 K.O LED1 serve apenas para indicar quando o gravador está ligado, CI1 é um regulador de tensão para 5 V e ele precisa de um radiador de calor pois em alguns casos ele esquenta (isso acontece por causa da corrente drenada pela fonte que não pode passar de 100 mA). Os resistores R4 e R5 servem de proteção para a porta serial do PC e não podem ter seus valores alterados. R1 serve de proteção para o LED1 e aconselhamos também que o soquete para o PIC seja do tipo Torneado para evitar que os pinos do PIC se entortem quando conectados no gravador.
PIC (Peripheral Interface Controllers)
Os microcontroladores da família PIC são dispositivos RISC(Reduced Instruction Set Computer) com arquitetura HARVARD(Barramentos de memória de programa e de memória de dados diferentes) e fluxo de instruções PIPELINE(Enquanto se executa uma determinada instrução, a próxima já está sendo lida) da última geração. Os PICs são muito versáteis, podem possuir de 6 até 66 pinos de I/O, trabalhar em frequências de até 40MHz. O que diferencia os diversos tipos de microcontroladores, são as quantidades de memória interna (programa e dados), velocidade de processamento, quantidade de pinos de entrada/saída (I/O), alimentação, periféricos, arquitetura e set de instruções. Estes novos chips são  fáceis de usar, de programar e de apagar, não necessitam de estar sujeitos aos ultravioletas para apagar o seu conteúdo de memória, são bastante baratos. Podem ser apagados e programados inúmeras vezes. Na página do fabricante MICROCHIP pode verificar as inúmeras funcionalidades do circuito integrado.
  • ADCs = Conversores analógico para digital;
  • DACs = Conversores digital para analógico;
  • Endereçadores de memória externa;
  • I/Os seriais;
  • Memória EEPROM de dados
Como programar um PIC ?
Em primeiro lugar teremos de criar ou modificar o ficheiro que contém o programa para programar o PIC, chamado programa fonte. Existem dois tipos distintos de ficheiros: os hexadecimais e os de texto.    
  • Os primeiros estão aptos a serem lidos directamente pelo programa que vai gravar o ficheiro no PIC mas não permitem qualquer alteração do seu conteúdo.
  • Os segundos,  tem normalmente uma extensão *.ASM (assembler) ou *.TXT (texto).  Estes já permitem alterar o conteúdo do programa com o qual pretendemos programar o PIC. Para tal utilizamos um qualquer editor de texto.
  • Os ficheiros de programas  com extensão *.ASM ou *.TXT permitem fazer alterações no seu conteúdo. No final, após criar ou alterar o programa deve salvar com a extensão *.ASM ou *.TXT.
  • Depois de criar ou alterar o ficheiro com que pretendemos programar o PIC,  tem de usar o MPASM,  programa do fabricante do PIC que compila o ASM (assembler) ou TXT para hexadecimal. Este programa pode ser descarregado MPASM.
  • Com o programa aberto devemos seleccionar o microprocessador manualmente que desejamos programar. A opção "Default" que aparece no arranque do programa, "lê" qual o PIC que está no programador e funciona com a maioria dos PIC16F84 mas na versão PIC16F84A por vezes não resulta o que nos pode levar a pensar que o PIC ou o programador esta avariado, como por exemplo uma resistência aberta.
  • Seguidamente no botão "Browse", selecciona-se o ficheiro que criamos ou modificamos, depois de seleccionado, vamos ao botão "Assembler" e é só aguardar que MPASM faça a compilação do ficheiro.
  • Se porventura ocorrerem erros na compilação aparecerá na janela essa informação, será então gerado pelo MPASM um ficheiro referente a esses mesmos erros que poderá ser lido num editor de text.
  • Na última fase resta-nos programar o PIC já com o ficheiro *.hex preparado. Dentro de vários programas disponíveis,pode fazer o donload do IC-Prog Prototype Programmer, PonyProg2000, WinPic800.
Programador de PICS e memórias pela porta série
   

Um programador muito simples mas que funciona perfeitamente com PIC'S  16C84  e 16F84.

PCB em tamanho real

 
Ref.
Tipo
Valor
C1
Elect.
100uF 
D1
Zener
5V1
D2
D. sinal
1N4148
R1
1/4W
2K2 
R2
1/4W
22K 
R3
1/4W
2K2 
R4
1/4W
10K>
RS1
DB9RM

Para programar pode-se utilizar:
IC-Prog Prototype Programmer
Permite programar:
PIC16F818, 16F819, 16F630, 16F676, PIC 18F, PIC18F1320, PIC18F6620, 18F242, 18F248, 18F252, 18F258, 18F442, 18F448, 18F452, 18F458, 12C508, 16C84, 16F84, PIC 16F877, 16F74, 24C16, 24C32, 93C46, 90S1200, 59C11, 89C2051, 89S53, 250x0, PIC, AVR , 80C51
PonyProg2000
Suporta I²C Bus, Microwire, SPI eeprom, Atmel AVR e Microchip PIC micro.
WinPic800
Permite programar os novos pics como por exemplo Pic 18F2550
ASM Exemplos  
Diversos códigos fonte em assembler. Rotinas que usam Watch Dog Timer, EEPROM de dados, interrupções, multiplicação via software.

Como fazer um gravador de PIC

Essa é pra você que quer montar seu próprio gravador para microcontroladores PIC, 18 e 40 pinos.
Não vou me ater nesse post à explicar a função dos pinos e nem a dos componentes, já que esse post tem o intuito apenas de ensinar à montar o gravador, vamos começar com layout abaixo que deve ser passado para uma placa de fenolite utilizando o método que preferir, pode ser até mesmo manualmente:

Depois de passar o desenho para a placa, corroer o cobre no ácido e furar a placa, vamos montá-la utilizando o seguinte material:
R1 e R3 = 1K5               R2 = 10K                  R4 = 560R
D1, D2, D3 e D4 = 1N4148         D5 = 5V1           D6 = 8V2
C1 = 100uF/40V     C2 = 22uF/40V
T1 e T2 = BC 547
01 soquete para CI de 40 pinos
01 soquete para CI de 18 pinos
01 Cabo manga 5 vias
01 conector DB9 macho c/ capa
01 conector DB9 fêmea c/ capa
01 conector DB9 macho para placa
Monte os componentes na placa, solde-os, se tiver alguma dúvida na hora da montagem, consulte o esquema elétrico à baixo:

Pronto, seu gravador já pode ser utilizado na porta serial de qualquer computador que rode windows 98, 2000, XP, é só baixar o programa IC PROG gratuitamente em http://www.ic-prog.com

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Montando um Programador de EEPROM Facil de montar faça vc mesmo

Programador de EEPROM

Programador de EEPROM (fig-01) é um dispositivo que se utiliza conectado a um computador PC, existem vários modelos para diferentes tipos de memórias.
O programador que vamos descrever neste livro é conectado ao PC através da porta serial (fig-02), permitindo assim que possamos gravar os parâmetros necessários em uma memória, apagar os dados, ou copiar dados de uma memória original do aparelho e guardá-los em uma pasta no PC, formando um banco de memórias para utilizarmos oportunamente, em uma memória vazia.



fig-02

Além do computador necessitamos de um software para que possamos fazer a interface entre o PC e o gravador. Utilizaremos o software PonyProg.
Você pode obter este software, em diversos idiomas, na Internet em alguns sites:
http://www.lfpcitro.hpg.ig.com.br  “CITROHOMEPAGE”


Escolha o terceiro endereço (lancos) e faça o download do software clicando com o botão direito do mouse sobre o arquivo “PonyProg v1.17h for Windows (432Kb)”, escolha “salvar destino como...”, salve este arquivo em uma pasta com o nome “PonyProg” (você deve cria-la em seu HD). Com o mesmo procedimento faça o download na CITROHOMEPAGE dos arquivos das EEPROM gravadas (Minhas Pony gravadas) e guarde em uma pasta para usar oportunamente, você pode criar uma pasta com o nome de “Minhas Pony”.



No site da LANCOS você pode fazer o download de uma versão experimental do PonyProg que vem em Português, vá até lá e copie para seu PC o arquivo :

Brazilian binary executable only (experimental) (170Kb)”
Esta versão bem mais simples não necessita de instalação, apenas crie uma pasta para o  BrazilianPony, descompacte o  arquivo. Para rodar o programa é só clicar no ícone do Pony, mas lembre que esta é uma versão experimental.
Se você adquiriu o livro  o mesmo é acompanhado de  um CD com os programas e arquivos acima citados, ai você não vai necessitar fazer o download na internet.

Montando o Programador de EEPROM
Escolhemos o diagrama abaixo do programador de EEPROM para as memórias do tipo 24CXX, 24LCxx, que são largamente utilizadas nos televisores modernos, vídeos cassetes e nos monitores de PC, versão para porta serial de autoria de Herrera Abraham, por seu um circuito simples e que garante um perfeito funcionamento.



Lista de componentes:
C1 - 47uF 10V
C2 - 0.1
uF
D1
, D2 e D3 - Zener 4.7V
D4
- LED
D5
, D6 e D7 - Diodos 1N4148
R1
e R2 – Resistor de 4K7 ohm
R3
– Resistor 390 ohm
Soquete oito pinos (DIP8)
Conector DB9
Capa para conector DB9

A montagem do circuito será feita dentro de um plug DB9. (fig-03)
Abrindo o plug você tem duas capas e o soquete de 9 pinos, monte uma parte do circuito em umas das capas e a outra no soquete, para depois unir as duas partes.
1-) Na capa você vai usar os seguintes componentes: um soquete de 8 pinos (DIP8), um LED (3mm),  3 diodos zener de  4,7V, um capacitor de 0.1uf (100N baixa voltagem), um capacitor eletrolítico de 47uf/10V e fio rígido nu para fazer as ligações necessárias.
de 8 pinos e a do LED, pode utilizar para fazer os furos do soquete uma broca de 1mm e para o furo do LED uma broca de 3mm.


Para facilitar o trabalho você pode prender a capa do DB9 em um pequeno torno. (fig-04)




Agora coloque o soquete e o LED, utilize um pouco de cola, observe a posição do soquete e a do LED deixando o LED com o catodo voltado para o lado soquete. (fig-05)


Solde os pinos 1, 2, 3, 4 e 7, do soquete à massa, antes aproveita para dobra-los sobre o fio nu, observe a figura acima, travando o DIP8, agora solde os terminais e os demais componentes começando pelo LED em seguida pelos diodos zener e os capacitores. (fig –06) e (fig-07)


2-) Na segunda parte da montagem que será feita no plug DB9, para facilitar a montagem e devido ao espaço que temos dentro da capa, corte os terminais que não serão utilizados: 1, 2, 6 e 9. (fig-08).

Solde os anodos dos diodos 1N4148 nos terminais 3, 4 e 7 do soquete ( solde deixando um espaço pequeno entre o anodo e o terminal, mais ou menos 4mm), solde um resistor de 4K7 do terminal 4 ao terminal 8e outro resistor de 4K7 no terminal 7 deixando uma extremidade livre. (fig-09)

Utilize agora fios flexíveis, da seguinte forma: solde um pedaço de fio preto com  2cm  de complemente no terminal 5 do plug DB9, outro verde no terminal 8 e outro azul na extremidade do resistor 4K7, todos eles com 2cm de complemento. (fig-10)


Agora você vai unir os dois circuitos, comece soldando o fio preto a massa (fio nu na capa do plug), solde o fio verde no terminal 5 e o fio azul no terminal 6  do soquete DIP8, para finalizar ponha o plug  na capa e solde o resistor de 390R do anodo do LED ao catodo dos três diodos 1N4148, ajeite tudo de uma forma que os componente que estão com as extremidades sem isolação não se encostem provocando curto no circuito, se achar necessário utilize um esmalte de unha para isolação, feche o plug e a montagem está terminada. (fig-11)




Instalando o PonyProg

Você já tem o seu copiador de EEPROM e o programa (software), então instale o programa,  clicando com o botão direito do mouse sobre o ícone Setup Pony, que se encontra na pasta PonyProg

Em sua tela aparece agora a mensagem abaixo:



Escolha sim para continuar a instalação e na próxima mensagem abaixo vem a saudação.


Click em Next e depois Install e só ir avançando.

Aprendendo a trabalhar com o PonyProg

Comece colocando uma EEPROM nova, ou uma que você tenha absoluta certeza de que está boa, no soquete do gravador. Agora conecte o gravador na entrada serial  do seu PC, utilize um cabo de extensão para facilitar o trabalho.  Se você não tem o cabo tudo bem monte um com dois plugs BD9  um macho e outro fêmea e 1 metro de cabo manga flexível 5X26AWG, isto com 5 fios de espessura 26AWG, veja detalhes da montagem do cabo no final deste livro.
 Vá até o menu INICIAR, procure em Programas o arquivo PonyProg, clique no ícone do programa e espere abrir a tela abaixo:


Clicando em OK você vai para o próximo passo informando que há necessidade de fazer a calibragem do gravador, clique novamente em OK,  a tela muda informando que também há necessidade de fazer o setup.

Vá até o menu Options, faça os ajustes necessários e escolha a porta serial que você vai utilizar.


Em calibração se tudo estiver coreto você vai receber  a mensagem: “calibration OK  “


Exemplo de um banco de dados
Vamos agora ler o conteúdo de uma EEPROM, aquela que você conectou no gravador clique sobre o ícone:   
Ai está um exemplo de um banco de dados gravado em uma EEPROM e tem uma mensagem dizendo que você obteve sucesso na leitura dos dados, clique em OK. 


Se você quiser pode através do menu ”File” escolher um local no seu HD e gravar estes dados: (save  as...)


No mesmo menu “File” com a opção “Open” vá até o seu banco de dados “Minhas Pony” e escolha um arquivo para abrir ai você vai ver a seguinte tela: 

O mais importante vem agora, você vai gravar os dados na sua EEPROM que está vazia, ou com dados antigos que serão substituídos, utilize o ícone:
 e logo você vai ver a tela: Com uma mensagem perguntando se você tem certeza que quer gravar os dados na EEPROM .


Clique em OK, pronto você já está com sua EEPROM completa pronta para ser utilizada.
Repita varias vezes este exemplo até que fique bem familiarizado com o programa .


Neste momento você está pensando – Como vou fazer com as EEPROM  SMD? -, não esquecemos não! Pegue 4 pedaços de fios flexíveis nas cores :  preto, vermelho, azul e verde e monte uma extensão soldando o fio preto no terminal 1 (massa), vermelho no terminal 8 (alimentação), verde no terminal 5 e azul no terminal 6. Estas  tem como objetivo facilitar na hora de usar o dispositivo.



Agora desconecte o seu aparelho (TV, VCR ou Monitor) da energia e espete o soquete da extensão sobre o outro do gravador, faça as soldagens nos terminais da memória SMD. Veja a foto na página seguinte.




Com este procedimento pode copiar os dados da EEPROM ou gravar em uma EEPROM nova que foi substituída no aparelho.
Montando o cabo de extensão
Com dois plugs DB9, um fêmea e um macho mais 1M de cabo manga de 5 vias no mínimo você pode montar a extensão, lembre que estamos utilizando apenas 5 terminais o DB9, agora se quiser pode usar o cabo de 9 vias. É só fazer as ligações pino a pino, veja a figura abaixo.



Detalhe do soquete DIP8 utilizado nas memórias SMD.

OBS:  Em algumas TV  tivemos que desligar os resistores dos pinos 5 e 6 da EEPROM para que o procedimento desse certo.
Em 90% dos Televisores este procedimento funcionou corretamente.
 Quando você gravar uma EEPROM ela vai estar com os canais regionais memorizados, que é muito bom, menos trabalho. Porém quando você pegar uma em outro banco de dados ela vira com os canais regionais da região de quem gravou, daí há necessidade de fazer a sintonia dos canais.
obs:
 capacitor 47uf 10v



BuscaKi

Antena Parabólica – Montagem Apontamento Sintonia e Programação passo a passo segredo revelado tv a cabo


Aprenda aqui e agora de forma eficiente a apontar sua antena parabolica para o satelite desejado:
Muitos técnicos, amadores e fanáticos por eletrônica quando falam em apontamento de antenas, sintonia e programação, eles fogem, já que é bem chato o serviço, principalmente quando não se tem ferramentas especiais. Já fizemos um artigo sobre uma ferramenta bem interessante que não falta na caixa de ferramentas do antenista, o satelite finder, e o artigo é Como usar o satelite finder analógico na antena parabólica com passo a passo.
Mas para quem gosta de alta tecnologia, existe também alguns programas para auxiliar a instalação e posicionamento de antenas parabólicas, como mostramos no artigo,  Download do SatHunter o Programa para calcular a posição de Antenas Parabólicas para Satélites de TV

Instalação da Antena parabólica

A TV é a forma de entretenimento mais usada pelos brasileiros, é raro encontrar alguém que não tenha um aparelho de televisão em casa, porém nem todas as pessoas conseguem receber imagem com qualidade, mesmo o país estando passando por uma era de modificação em que sai a TV analógica e entra a transmissão digital.
Quando o sinal da televisão não reproduz imagens com qualidade normalmente as pessoas recorrem às antenas para melhorar a recepção dos canais. Dentre as antenas que podem ser instaladas existem as internas e as externas. Temos em um artigo anterior como fazer um antena para TV Digital HD (de alta definição), bem fácil e prática. Mas nem sempre esses sinais chega as residencias, então temos que recorrer a antena parabólica.

Como instalar e sintonizar uma antena parabólica.



Antena Parabólica – Sintonia e Programação passo a passo
Antena Parabólica – Sintonia e Programação passo a passo

Instruções básicas para a instalação de uma antena parabólica

Primeiramente devemos  procurar um bom lugar para a colocação da antena parabólica, este local não deve ter  obstáculo que impeça que a antena receba o sinal transmitido pelo satélite. Em seguida  fixe o tubo com a base que vem junto com a antena no local escolhido, verifique se está bem fixado, caso use buchas de fixação, prefira as de metal como as da foto abaixo. Principalmente para as antenas maiores da Banda C.


bucha de fixação de metal
bucha de fixação de metal
Depois de feito toda a verificação da fixação da base da antena,  instale os outros componentes da antena, como a parabólica , LNBF, cabos, etc. Agora com o manual de instruções da antena em mãos, configure a sintonia da antena, cada modelo tem uma configuração diferente.

Fabricantes de antenas parabólicas

Abaixo uma relação de fabricantes de antenas parabólicas do Brasil.
BR eletron
Cromus
Century
Elsys
HicomSat
HotSat
InduSat
LBSat
Nanosat
Orbisat
Plasmatic
ProEletronic
Quasar
Tecsys
Alguns destes fabricantes de antenas parabólicas também fabricam receptores de antena parabólica.

Antena Parabólica – Sintonia e Programação- Banda B

A empresa Hotsat fabricante de antenas parabólica disponibilizou este vídeo que é um tutorial bem explicativo e muito interessante. Com esse vídeo você vai aprender como montar um antena parabólica, montar as telas e todas as peças que compõe o kit da antena. Bem como a instalação do LNB (LNBF), o apontamento da antena parabólica, o seu  ajuste fino de elevação e azimute.

Aqui neste vídeo você ver  como montar todas a peças de uma antena parabólica, longarinas, as telas, montar o LNBF, apontamento da antena (Azimute e elevação), como fazer uma ajuste fino para obter a melhor imagem.
É um tutorial da antena da marca BR eletron,  mas serve para qualquer outra marca de antena

Tutorial com passo-a-passo de instalação da Antena Century.

Aprenda um pouco mais sobre o funcionamento de antenas parabólicas.
Este é um tutorial em vídeo aula,  sobre a montagem e instalação de uma antena parabólica, normalmente o manual de montagem da antena não traz muitos detalhes, o que torna mais difícil a montagem, principalmente para principiantes. Mas não é tão difícil assim, basta seguir um check list disponíveis nesses tutoriais.
O ideal é a montagem da antena parabólica por um técnico especializado, isso evita que a antena perca a garantia por conta de uma montagem inadequada, mas muitas vezes isso não é possível, seja pela localização da antena em uma área afastada,  seja pelo custo da montagem, ou mesmo pelas varias mudanças de locais. Então a solução é aprender a montar e apontar  sua própria antena parabólica.


Vídeo explicativo que ensina como apontar uma antena parabólica,  de qualquer marca ou modelo, analógico ou  digital. vídeo das antenas Century.
As antenas pequenas como os modelos baby são mais difíceis de apontar,  este vídeo tutorial  vai ensinar o apontamento de maneira mais fácil deste tipo de antena parabólica.


Antena Parabólica – Sintonia e Programação- Banda KU

Vídeo do treinamento técnico sobre a instalação e apontamento de antena da SKY e SKY Livre

Vídeo  sobre a montagem de antenas KU Sky .

FreeWebSubmission.com SonicRun.com




Como construir uma antena para TV digital HDTV Fácil de fazer e de excelente ganho

Como construir uma antena para TV digital de excelente ganho


Como construir uma antena para TV digital HDTV Fácil de fazer e de excelente ganho
Geralmente os esquemas de antenas para se construir em casa são complexos, com diversos elementos ou um único elemento só que com baixo ganho. Tudo bem que construir uma antena de arames de cabide pode até ser fácil mas você vai ter um ganho muito baixo e desanimador.

Procurando pela internet encontrei uma antena para TV digital HDTV bem Fácil de fazer e de excelente ganho e com um vídeo tutorial que mostra o passo a passo.
É de uma antena para TV digital, de fácil construção e de excelente ganho, o vídeo é em inglês, só que feito de maneira  bem explicativa e intuitiva. Para construir essa antena de HDTV você pai precisar de uma lata de biscoitos, não muito comum aqui no Brasil, mas podemos adaptar para qualquer lata que tenha um diâmetro parecido, que é de 7,1/4 ou cerca de 18,5 centímetros.
Mesmo que seja de construção simples, os resultados são impressionantes segundo o autor do projeto e com certeza vale a pena construir.

Como construir uma antena para TV digital de material reciclado

Já esse vídeo abaixo mostra como construir una antena de  HDTV usando tubos de PVC e latas de refrigerantes recicladas. Ela usa um Balum de 300 para 75 Ohms e o ganho segundo seu desenvolvedor é muito bom.

Abaixo o vídeo com os resultados



Pesquisar este blog